Páginas

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Bem receber idoso....inscrevam-se


Apresentação:

O Turismo é uma das atividades econômicas que mais cresce no mundo. No Brasil, o turismo vive um momento singular onde a meta principal do Ministério do Turismo (Mtur) é fortalecer o mercado interno para gerar emprego, renda e inclusão social. 
Em 2014, o Brasil estará sediando a Copa do Mundo de Futebol e o Rio de Janeiro será uma das cidades-sede muito importante por dois fatores; primeiro pelo fato do Estádio do Maracanã ser o maior campo esportivo do mundo e o segundo por ser o local que irá sediar a partida final e, consequentemente o encerramento do evento da Copa do Mundo 2014, o que trará milhares de turistas para a cidade. O referido evento esportivo, de cunho internacional, deve ser entendido como uma oportunidade de consolidar a Cidade do Rio de Janeiro como principal centro de turismo do Brasil. Assim, quanto mais a cadeia de turismo estiver preparada para atender esta demanda turística, mais emprego e renda o Turismo estará gerando para a população carioca e, consequentemente elevando a sua qualidade de vida. 
O Plano Nacional de Turismo (PNT 2007/2010) aponta uma série de estratégias para o fortalecimento do mercado interno brasileiro. Uma delas é a qualificação profissional que deve estimular a educação continuada e a formação profissional. De acordo com as propostas apontadas pelo Mtur sobre as estratégias de organização turística “Copa Brasil 2014”, a qualificação profissional é fundamental para a o sucesso do turismo brasileiro, visto que o País apresenta uma dimensão territorial com diversidades regionais bastante relevantes. Tal aspecto incide uma competitividade permanente para o setor de turismo. Para o Mtur, uma forma de atuar na competitividade é elevar a qualidade da prestação dos serviços e dos produtos ofertados. O governo federal, como provedor de políticas públicas voltadas para uma melhor qualificação do trabalhador, vem investindo em novos clientes, como os turistas da Melhor Idade. Portanto, é necessário contar com profissionais qualificados para atender esse público. 
Os idosos são hoje 14,5 milhões de pessoas, 8,6% da população total do País, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com base no Censo 2000. O Instituto considera idosas as pessoas com 60 anos ou mais, mesmo limite de idade considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para os países em desenvolvimento. Em uma década, o número de idosos no Brasil cresceu 17%, em 1991, ele correspondia a 7,3% da população. O envelhecimento da população brasileira é reflexo do aumento da expectativa de vida, devido ao avanço no campo da saúde e à redução da taxa de natalidade. Prova disso é a participação dos idosos com 75 anos ou mais no total da população - em 1991, eles eram 2,4 milhões (1,6%) e, em 2000, 3,6 milhões (2,1%). A população brasileira vive, hoje, em média, de 68,6 anos, 2,5 anos a mais do que no início da década de 90. Estima-se que em 2020 a população com mais de 60 anos no País deva chegar a 30 milhões de pessoas (13% do total), e a esperança de vida, a 70,3 anos. Esta realidade também vem acontecendo nos países do mundo, ou seja, a população de idosos vem aumentando. 
Atualmente o mercado de turismo, vem apostando na População Idosa que procura cada vez mais as agências de turismo para investir no seu tempo livre. O turista da “Melhor Idade” possui maior flexibilidade para administrar o seu tempo, esse perfil se ajusta à criação de mecanismos para diminuir a ociosidade dos meios de hospedagem em períodos de baixa ocupação. Este nicho de turista carece também de pessoas qualificadas no mercado para melhor acolhê-los. Neste sentido, os setores vinculados aos serviços receptivos de aeroportos, estações, hotéis, restaurantes, taxistas e Agentes de Viagem entre outros, já veem sentindo a necessidade de se especializarem no atendimento a este segmento, que apresenta cuidados e necessidades diferenciadas.
Evidenciam-se, os agentes de viagem, são profissionais que fazem o contato direto com o cliente. Tem a missão de prestar informações sobre roteiros turísticos, assim como fazer as reservas, emissões e cuidar de todos os detalhes para que a viagem do cliente seja a mais agradável possível. Quanto mais qualificado for o agente de viagem, mais facilidade ele terá para propor melhores opções de viagens a maior número de clientes. Dessa forma, o Agente, é o profissional de ponta para inserir o turista da Melhor Idade no circuito turístico de forma segura. 
Assim sendo, Projeto Bem Receber o Turista da Melhor Idade, visa à qualificação profissional dos agentes de Viagem, com intuito de suprir as carências no atendimento do turista idoso.

CARNAVAL 2011

O prefeito da cidade do Rio de Janeiro Eduardo Paes assegurou que o Carnaval deste ano acontecerá como planejado, apesar do incêndio que danificou algumas das fantasias e dos carros alegóricos que estavam sendo produzidos por três das 12 escolas de samba na Cidade do Samba. Felizmente ninguém ficou ferido no incêndio.

Poucas horas depois do incidente, o prefeito se reuniu com as escolas de samba para definir como ajudar as três agremiações afetadas a finalizar seus preparativos a tempo dos desfiles de carnaval, nos dias 6 e 7 de março. Paes também está buscando R$ 3 milhões junto à iniciativa privada para doar às três escolas prejudicadas pelo incêndio. Mas, se for preciso, a própria prefeitura irá arcar com o custo. Além disso, o poder público municipal tomou medidas para que a reconstrução dos barracões atingidos pelo fogo na Cidade do Samba comece imediatamente.

Como parte de um programa de uma semana de eventos, que incluí o carnaval de rua, os bailes de carnaval e festas em toda a cidade, o desfile oficial de carnaval – que acontece no domingo e na segunda-feira – reúne 12 escolas de samba para competir desfilando suas alegorias no Sambódromo. 

Essas escolas de samba usam os barracões da Cidade do Samba para montar seus carros alegóricos e criar suas fantasias para um dos maiores espetáculos da terra. Em um incidente, três escolas sofreram danos causados pelo incêndio na última segunda-feira. Para poder recuperar o que foi perdido e concluir sua preparação, as três agremiações foram realocadas para outros espaços na própria Cidade do Samba ou imediações. Como demonstração de apoio, cada uma das 9 escolas que não foram afetadas vai oferecer assistência e material para assegurar que todas as 12 agremiações possam competir nos desfiles.

A Riotur, Empresa de Turismo do Município do Rio de Janeiro, acredita que a cidade terá uma festa ainda mais especial em 2011, com a população toda se unindo para apoiar essas três escolas de samba tão tradicionais, e garante que o Carnaval não será afetado de maneira alguma pelo inciden

sábado, 29 de janeiro de 2011

Aproveite o final das ferias !!! Vá ao Espaço Cultural Marinha

Espaço Cultural da Marinha

Espaço Cultural da MarinhaEspaço Cultural da MarinhaO espaço abriga exposição temporaria sobre os 30 anos da mulher na marinha  e os visitantes podem passear pelo submarino-museu Riachuelo, pelo helicoptero-museu SH-3 "Sea King ",pelo Contra-torpedeiro Bauru e ver a replica da Nau de Cabral em homenagem aos 500 anos do Brasil,No prédio central o visitante irá conhecer a Galeota Imperial de D. João VI. o Complexo possui uma programação intensa para todas as idades e monitores altamente preparados para guia-los.

:: Oficina de Artes
Local: Prédio central.
Horários: sábado e domingo, às 14:30 e 16:00.
Preço: Entrada Franca.
:: Passeio Marítimo
. Rebocador Laurindo Pitta - Única embarcação que a Marinha Brasileira possui da Primeira Guerra Mundial. Atualmente realiza passeios na Baía de Guanabara. A bordo do rebocador os passageiros podem visitar a exposição “A Marinha do Brasil na Primeira Guerra Mundial”, que retrata a participação da Marinha no conflito com fotos e reportagens baseadas em jornais da época. Os pontos de visitação são:
4. Escola Naval / 5. Aterro do Flamengo / 6. Pão de Açúcar / 7. Fortaleza de São João
8. Ilha da Laje / 9. Fortaleza de Santa Cruz / 10. Museu de Arte Contemporânea
11. Ilha de Boa Viagem / 12. Niterói / 13. Diretoria de Hidrografia e Navegação
14. Ponte Rio-Niterói / 15. Ilha das Enxadas / 16. Ilha Fiscal / 17. Ilha das Cobras
Local: Cais.
Horário: quinta a domingo, às 13:15 e 15:15.
Preço: R$ 10,00 Inteira e R$ 5,00 Meia (criança, estudante e idoso).
Capacidade: 90 pessoas por passeio.
. Ilha Fiscal - Conhecida pelo evento do “Último Baile do Império” a Ilha Fiscal já foi cenário de filmes e de grandes festas. Atualmente o acesso do visitante é feito pela escuna Nogueira da Gama de primeira classe. O visitante conhecerá o Torreão – sala de despache de D. Pedro II e Princesa Isabel, Ala do Cerimonial e exposições permanente que retratam a contribuição social da Marinha, a história de Ilha Fiscal e a contribuição tecnológica e cientifica da Marinha. 
Local: Cais.
Horário: quinta a domingo, às 13:00, 14:30 e 16:00.
Preço: R$ 10,00 Inteira e R$ 5,00 Meia (criança, estudante e idoso).
Local: Espaço Cultural da Marinha.
Endereço: Av. Alfred Agache s/nº - próximo à Praça XV.
Bairro: Centro.
Tel.: (21) 2233-9165.
Horário: terça a domingo, das 12:00 às 17:00.
Preço: visitação gratuita.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

CASO DE INDIGNAÇÃO , VAMOS ACABAR COM ISSO !!!

Caros amigos,
“O estupro corretivo”, a prática cruel de estuprar lésbicas para “curar” sua homossexualidade, está se tornando uma crise na África do Sul. Porém, ativistas corajosas estão apelando ao mundo para pôr fim a estes crimes monstruosos. O governo sul africando finalmente está respondendo — vamos apoiá-las. Assine a petição e divulgue para os seus amigos!
Millicent Gaika foi atada, estrangulada, torturada e estuprada durante 5 horas por um homem que dizia estar “curando-a” do lesbianismo. Por pouco não sobrevive
Infelizmente Millicent não é a únca, este crime horrendo é recorrente na África do Sul, onde lésbicas vivem aterrorizadas com ameaças de ataques. O mais triste é que jamais alguém foi condenado por “estupro corretivo”.
De forma surpreendente, desde um abrigo secreto na Cidade do Cabo, algumas ativistas corajosas estão arriscando as suas vidaspara garantir que o caso da Millicent sirva para suscitar mudanças. O apelo lançado ao Ministério da Justiça teve forte repercussão, ultrapassando 140.000 assinaturas e forçando-o a responder ao caso em televisão nacional. Porém, o Ministro ainda não respondeu às demandas por ações concretas.
Vamos expor este horror em todos os cantos do mundo — se um grande número de pessoas aderirem, conseguiremos amplificar e escalar esta campanha, levando-a diretamente ao Presidente Zuma, autoridade máxima na garantia dos direitos constitucionais. Vamos exigir de Zuma e do Ministro da Justiça que condenem publicamente o “estupro corretivo”, criminalizando crimes de homofobia e garantindo a implementação imediata de educação pública e proteção para os sobreviventes. Assine a petição agora e compartilhe — nós a entregaremos ao governo da África do Sul com os nossos parceiros na Cidade do Cabo:
A África do Sul, chamada de Nação Arco-Íris, é reverenciada globalmente pelos seus esforços pós-apartheid contra a discriminação. Ela foi o primeiro país a proteger constitucionalmente cidadãos da discriminação baseada na sexualidade. Porém, a Cidade do Cabo não é a única, a ONG local Luleki Sizwe registrou mais de um “estupro corretivo” por dia e o predomínio da impunidade.
O “estupro corretivo” é baseado na noção absurda e falsa de que lésbicas podem ser estupradas para “se tornarem heterossexuais”, mas este ato horrendo não é classificado como crime de discriminação na África do Sul. As vítimas geralmente são mulheres homossexuais, negras, pobres e profundamente marginalizadas. Até mesmo o estupro grupal e o assassinato da Eudy Simelane, heroína nacional e estrela da seleção feminina de futebol da África do Sul em 2008, não mudou a situação. Na semana passada, o Ministro Radebe insistiu que o motivo de crime é irrelevante em casos de “estupro corretivo”.
A África do Sul é a capital do estupro do mundo. Uma menina nascida na África do Sul tem mais chances de ser estuprada do que de aprender a ler. Surpreendentemente, um quarto das meninas sul-africanas são estupradas antes de completarem 16 anos. Este problema tem muitas raízes: machismo (62% dos meninos com mais de 11 anos acreditam que forçar alguém a fazer sexo não é um ato de violência), pobreza, ocupações massificadas, desemprego, homens marginalizados, indiferença da comunidade — e mais do que tudo — os poucos casos que são corajosamente denunciados às autoridades, acabam no descaso da polícia e a impunidade.
Isto é uma catástrofe humana. Mas a Luleki Sizwe e parceiros do Change.org abriram uma fresta na janela da esperança para reagir. Se o mundo todo aderir agora, nós conseguiremos justiça para a Millicent e um compromisso nacional para combater o “estupro corretivo”:
Está é uma batalha da pobreza, do machismo e da homofobia. Acabar com a cultura do estupro requere uma liderança ousada e ações direcionadas, para assim trazer mudanças para a África do Sul e todo o continente. O Presidente Zuma é um Zulu tradicional, ele mesmo foi ao tribunal acusado de estupro. Porém, ele também criticou a prisão de um casal gay no Malawi no ano passado, e após forte pressão nacional e internacional, a África do Sul finalmente aprovou uma resolução da ONU que se opõe a assassinatos extrajudiciais relacionados a orientação sexual.
Se um grande número de nós participarmos neste chamado por justiça, nós poderemos convencer Zuma a se engajar, levando adiante ações governamentais cruciais e iniciando um debate nacional que poderá influenciar a atitude pública em relação ao estupro e homofobia na África do Sul. Assine agora e depois divulgue:
Em casos como o da Millicent, é fácil perder a esperança. Mas quando cidadãos se unem em uma única voz, nós podemos ter sucesso em mudar práticas e normas injustas, porém aceitas pela sociedade. No ano passado, na Uganda, nós tivemos sucesso em conseguir uma onda massiva de pressão popular sobre o governo, obrigando-o a engavetar uma proposta de lei que iria condenar à morte gays da Uganda. Foi a pressão global em solidariedade a ativistas nacionais corajosos que pressionaram os líderes da África do Sul a lidarem com a crise da AIDS que estava tomando o país. Vamos nos unir agora e defender um mundo onde cada ser humano poderá viver livre do medo do abuso e violência.
Com esperança e determinação,
Alice, Ricken, Maria Paz, David e toda a equipe da Avaaz
Leia mais:
Mulheres homossexuais sofrem ‘estupro corretivo’ na África do Sul:
http://oglobo.globo.com/mundo/mat/2009/12/09/mulheres-homossexuais-sofrem-estupro-corretivo-na-africa-do-sul-915119997.asp

Extraído do http://oimpressionista.wordpress.com/
Acesso em:27/01/2011.

domingo, 23 de janeiro de 2011

sábado, 15 de janeiro de 2011

Olá Sejam Bem Vindos !!!

Este é o mais novo portal de turismo,  " RGTOUR ". 
Somos um grupo de amigos que iremos explorar através de nossas caminhadas diversos pontos turísticos da cidade do Rio de Janeiro.
Nossa intenção é explorar lugares que não são tão "divulgados" nas mídias, mas tem grande importância histórica  e cultural.
Nossas postagens serão semanais, trazendo dicas e curiosidades sobre diversos assuntos e lugares.